A lição Argentina.

A Argentina acaba de dar uma vitória eleitoral expressiva para Cristina Kirchner, a mal fadada ex-presidente acusada de corrupção, incompetência e desmandos que deixariam a Dilma com inveja.

Difícil saber o que se passa na cabeça dos eleitores argentinos mas uma coisa é certa: o atual presidente, Mauricio Macri, foi eleito com promessas de um governo reformista e liberal mas não entregou as reformas prometidas durante a campanha eleitoral passada.

Ao contrário, rendeu-se inúmeras vezes ao mesmo populismo dos governos anteriores e perdeu oportunidades históricas de fazer um governo diferente e austero.

Que este alerta que veio do sul sirva de lição ao Presidente Bolsonaro, ao Governador Zema e a outros que se elegeram com promessas semelhantes: é imprescindível romper com os maus hábitos dos governos anteriores, eliminar da máquina governamental suas políticas públicas desastrosas e entregar ao eleitor o que foi prometido.

Caso contrário iremos assistir o renascimento de figuras nefastas como salvadores da pátria...