Prefeito de Fruta de Leite quer extinguir cargo efetivo de médico

A prefeitura de Fruta de Leite encaminhou à Câmara Municipal na última quinta-feira, 12, em “regime de urgência, urgentíssima”, o projeto de lei nº 003/2020 que extingue o cargo de médico 20h de provimento efetivo. O PL almeja “adequar a realidade desta Administração Pública quanto à desnecessidade de constar no Quadro Funcional o cargo de médico com carga horária de 20 horas”, justificou o prefeito municipal, Marclênio Ferraz da Rocha.

No entanto, segundo o único médico ocupante do cargo e concursado desde junho/2017, o Dr. Abraon Vieira Nunes, a medida é por motivação política devido ele sempre ter tentado dar apoio a população mais carente, ao passo que a atual administração não prioriza o atendimento aos mais necessitados. .

Resta saber se a tese de “desnecessidade do cargo” será ou não aceita pelos vereadores do município na próxima reunião, quando o PL será posto em votação.